Everaldo Leite

06/06/2013

COMUNISMO E FASCISMO ADVÊM DE UMA MESMA INSPIRAÇÃO

Filed under: Uncategorized — Everaldo Leite @ 6:18 PM

Como se sabe, o Estado corporativo – o fascismo – foi a materialização de uma ideia de socialismo nacionalista, resultado pronto e acabado da síntese entre o racionalismo socialista e o romantismo nacionalista.

A Itália do socialista Mussolini, portanto, na fala dos próprios italianos da época, seria a “nação proletária”, endossada e aguardada pelos filósofos Benedetto Croce e Giovanni Gentile, pelo poeta Gabrielle D’Annunzio e, sobretudo, pelo romancista Alfredo Oriani, todos revolucionários e contrários ao que chamavam de “nações burguesas”.

Ou como o sindicalista Enrico Corredini também propunha, que “devemos começar reconhecendo o fato de que existem nações proletárias; quer dizer, existem nações cujas condições de vida estão sujeitas… ao modo de vida de outras nações, como as classes estão. Uma vez que isso seja entendido, o nacionalismo deve insistir firmemente nessa verdade: a Itália é, material e moralmente, uma nação proletária”.

Da nação proletária ao “fasci de combattimento, bastou-se levar a sério as convicções de Marx, para quem o controle dos meios de produção e a classe que exercesse esse controle dariam um padrão à história (uma classe derrubaria a antiga classe, uma nova ordem social substituiria a antiga ordem).

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: